Feriado prolongado de réveillon tem 65 afogamentos em praias de Salvador; não houve registros de mortes

Afogamentos ocorreram no trecho litorâneo entre o Jardim de Alah e Ipitanga. Salvamar contou com 28 salva-vidas durante a Operação Réveillon Praia de Itapuã, em [...]

Por Da Redação Águia News em 04/01/2021 às 17:42:59

Afogamentos ocorreram no trecho litorâneo entre o Jardim de Alah e Ipitanga. Salvamar contou com 28 salva-vidas durante a Operação Réveillon Praia de Itapuã, em Salvador

Reprodução/TV Bahia

O feriado prolongado de réveillon em Salvador, entre quinta-feira (31) e domingo (3), teve 65 registros de afogamentos nas praias da cidade. Apesar das ocorrências, não houve mortes em decorrência dos afogamentos.

Os casos ocorreram no trecho litorâneo entre o Jardim de Alah até Ipitanga. Segundo a prefeitura, a Coordenadoria de Salvamento Marítimo de Salvador (Salvamar) contou com 28 salva-vidas durante a Operação Réveillon.

Ainda de acordo com a prefeitura, em toda a orla da cidade, a Guarda Municipal disponibilizou cerca de 100 agentes para orientar os banhistas nas praias, sobretudo nos dias em que esses espaços estiveram fechados, no feriado da sexta (1º) e no domingo (3).

De acordo com o órgão, houve pessoas descumprindo o decreto principalmente nos trechos de Itapuã e Boa Viagem.

Estabelecimentos interditados

No período do feriado prolongado, a Secretaria Municipal de Desenvolvimento Urbano (Sedur) interditou sete estabelecimentos comerciais de Salvador, por descumprimento aos protocolos de funcionamento contra o coronavírus.

De quinta-feira (31) até o domingo (3), foram fechados três bares localizados em Armação, Piatã e Rio Vermelho, duas casas de eventos/shows em Marechal Rondon e Paripe, um clube social em Itapuã e uma loja de conveniência na Boca do Rio.

Além disso, segundo a prefeitura, a fiscalização dispersou seis aglomerações em ruas do Rio Vermelho, Pituba, São Cristóvão, Ceasa, Itapuã e São Tomé de Paripe. Neste último bairro, quatro equipamentos sonoros do tipo “paredão” foram apreendidos.

Nos bairros do Comércio, Barra, Itapuã e Rio Vermelho, a Semop aprendeu 22 materiais irregulares sendo usado por ambulantes, a exemplos de caixas de isopor, carrinho de mercado, facão, engradado vazio, entre outros itens. Os fiscais também percorreram outros pontos da cidade em ações paralelas, alcançando a região do Shopping da Bahia, Periperi, Campo Grande e Centro.

Como parte das medidas especiais de combate à Covid-19, diversas localidades da capital baiana tiveram restrições de circulação de veículos e pedestres nas vésperas de virada de ano. As ações ocorreram no Comércio, Praça Cairu e Praça Municipal; na Barra, entre o Porto até o Clube Espanhol; Rio Vermelho, entre as praias da Paciência até a do Buracão; Piatã, entre Jaguaribe até Placaford; e Itapuã, entre Placaford até o Farol de Itapuã.

Em todas essas localidades, equipes da Secretaria de Ordem Pública (Semop), Sedur, Guarda Civil Municipal (GCM) e Polícia Militar realizaram rondas ostensivas de caráter preventivo e educativo.

Confira mais notícias do estado no G1 Bahia.

Assista aos vídeos do Bahia Meio Dia

Fonte: G1

Comunicar erro