Em São Paulo, 1.600 presos não voltaram para cadeia após "saidinha" de fim de ano

Presos condenados do regime semiaberto, com bom comportamento, podem ser beneficiados pela saída temporária, segundo a Lei de Execuções Penais. Eles podem ficar fora [...]

Por Gileno Miranda/Águia News em 09/01/2021 às 03:17:24

Presos condenados do regime semiaberto, com bom comportamento, podem ser beneficiados pela saída temporária, segundo a Lei de Execuções Penais. Eles podem ficar fora das grades na Páscoa, Dia das Mães, Dia dos Pais, Dia das Crianças, Natal e Ano-Novo, além de “outras datas”, não especificadas.

Os detentos que não retornam ao cárcere são considerados foragidos, segundo a SAP, e regridem automaticamente ao regime fechado para cumprir o restante de suas condenações, caso recapturados.

Por causa da pandemia da Covid-19, a SAP afirmou ter orientado os presos beneficiados pela “saidinha” para manterem cuidados de higiene e de distanciamento ao saírem da cadeia.

Os detentos que retornam ao sistema penitenciário, acrescentou a pasta, passam por um “período de isolamento, visando monitoramento das condições de saúde.”

Segundo boletim da SAP, desta sexta-feira (8), desde o início da pandemia, em março de 2020, morreram 35 presos e 34 servidores por causa do novo coronavírus.

Testaram positivo, pelo exame PCR, 1.065 detentos e 1.349 funcionários da SAP. Pelo teste rápido foram positivados 10.423 e 873 casos, respectivamente.

Fonte: Banda B

Comunicar erro