Leilão do 5G: relator propõe que teles paguem por transferência de sinal de parabólicas

Solução é mais cara para operadoras de telefonia que implantarão o 5G. Análise foi interrompida por pedido de vista, mas leilão está previsto para ocorrer ainda [...]

Por Da Redação Águia News em 01/02/2021 às 13:46:51

Solução é mais cara para operadoras de telefonia que implantarão o 5G. Análise foi interrompida por pedido de vista, mas leilão está previsto para ocorrer ainda neste 1º semestre. O conselheiro da Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) Carlos Baigorri, relator do edital do leilão que vai permitir a oferta de banda larga 5G no Brasil, propôs nesta segunda-feira (1º) que as empresas vencedoras paguem pela transferência do sinal de parabólicas que hoje ocupa uma das faixas de frequência que serão usadas para o novo serviço.

A proposta do relator prevê que o sinal das parabólicas passe da faixa de 3,5 GHz, que será usada no 5G, para a banda Ku. Essa solução é defendida pelas emissoras comerciais de TV, que entendem ser uma medida mais permanente. Entretanto, ela deixará mais cara a implementação do 5G no país.

Hoje, apenas uma parte da faixa de 3,5 GHz é ocupada por empresas de TV parabólica. Por isso, as operadoras de telefonia defendem o deslocamento do sinal das TVs para uma faixa paralela e a instalação de filtros nas atuais antenas, o que tornaria o processo mais barato.

Portaria que estabelece diretrizes para o 5G no Brasil é publicada no Diário Oficial

Baigorri apresentou o voto durante a primeira reunião do conselho da Anatel para análise da proposta de edital do 5G. A sessão acabou interrompida por um pedido de vista do presidente da agência, Leonardo de Moraes. Ele informou que a votação do processo será retomada no dia 24 de fevereiro.

Outros dois conselheiros da Anatel, Vicente de Aquino Neto e Moisés Moreira, adiantaram seus votos, favoráveis ao relatório de Baigorri. Se eles mantiverem seus votos, serão três favoráveis à proposta apresentada nesta segunda - o que configura maioria para aprovação.

Já o conselheiro Emmanoel Campelo disse que aguardará a próxima sessão para apresentar seu voto.

Leilão no primeiro semestre

No leilão, que o governo prevê fazer ainda no primeiro semestre deste ano, serão ofertadas quatro faixas de frequência: 700 MHz; 2,3 GHz; 26 GHz; e 3,5 GHz.

As faixas de frequências são espectros usados para a oferta de telefonia celular e de TV por assinatura. Este será o maior leilão de espectro já feito pela Anatel.

Entenda o que é o 5G e como ele pode revolucionar a tecnologia no Brasil

O 5G deve proporcionar velocidade muito maior de internet móvel. Um dos grandes pontos é a ampliação do serviço de internet das coisas (IoT na sigla em inglês).

Atualmente, as operadoras conectam, por exemplo, máquinas de cartão, monitoraram caminhões e veículos, mas não há muito além disso. A ideia é que o 5G ofereça ferramenta para conectar outros produtos e a custos mais baixos.

Fonte: G1

Comunicar erro