Queda do Facebook ocorre um dia após ex-funcionária revelar que delatou contra empresa

Por Gileno Miranda/Águia News em 04/10/2021 às 18:30:56

Foto: Reprodução / CBS News

A queda das redes sociais do Facebook ocorre um dia após a ex-funcionária Frances Haugen, de 37 anos de idade, revelar ser a delatora da empresa. Ela trabalhou como gerente de produto na equipe de desinformação cívica da rede social e usou documentos internos para comprovar os danos que teriam sido causados pela companhia.

Haugen entregou vários documentos ao The Wall Street Journal, veículo de imprensa norte-americano, que vem publicando informações sensíveis ao Facebook desde o mês passado. Ela revelou ser a delatora da empresa em entrevista a um programa da emissora CBS News.

"Eu já conhecia um monte de redes sociais e era substancialmente pior no Facebook do que em qualquer outra que eu tivesse conhecido antes", criticou a ex-funcionária durante a entrevista. "Facebook, repetidamente, mostrou que prefere o lucro à segurança", complementou.

As três redes sociais da empresa - Facebook, Instagram e WhatsApp - estão fora do ar há mais de cinco horas. A companhia afirma que trata-se de um "problema na rede" e que está tentando retomar os serviços.

Comunicar erro