PRADO: Comunidade acusa o Secretário de Assuntos Indígenas do Prado de ser conivente com a caça ilegal em aldeia indígena

Por Gileno Miranda/Aguia News em 02/08/2022 às 13:48:18

Ação do Instituto Chico Mendes apreendeu armas e animais silvestres abatidos na Aldeia Kai.

Uma ação do Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio), com apoio da CIPPA de Porto Seguro (Companhia Independente de Polícia de Proteção Ambiental), na última sexta-feira (29), na região da Aldeia Kai, no município do Prado, apreendeu várias armas usadas na prática de caça ilegal e vários animais silvestres abatidos.


A ação se deu depois que a comunidade denunciou ao ICMBio, a caça ilegal na aldeia. Os alvos da investigação foram indígenas e não indígenas que, segundo a comunidade, caçam ilegalmente na região com apoio de algumas autoridades do atual governo municipal do Prado.


Na operação foram aprendidos 14 armas de fogo, 4 porcos do mato, 3 tatus e 1 paca, todos abatidos e prontos para comercialização. Após a operação, a comunidade fez um manifesto em forma de Carta Aberta, acusando o cacique da aldeia que também é Secretário de Assuntos Indígenas do município de Prado, Ricardo Oliveira de Jeovita, de ser conivente com as ações dos caçadores ilegais que operam na aldeia.

Carta divulgada na íntegra;


Por Neuza Brizola/Bahiaextremosul

Comunicar erro