Flávio Bolsonaro faz críticas à Lava Jato e defende Augusto Aras em entrevista a jornal

Senador filho do presidente da República também admitiu que seu ex-assessor Fabrício Queiroz pagava suas contas pessoais, mas com dinheiro do próprio [...]

Por Gileno Miranda/Águia News em 05/08/2020 às 11:03:26

Senador filho do presidente da República também admitiu que seu ex-assessor Fabrício Queiroz pagava suas contas pessoais, mas com dinheiro do próprio Fl√°vio. O senador Fl√°vio Bolsonaro (Republicanos-RJ) ao falar com a imprensa ao deixar o prédio do Senado Federal, em Brasília, em 20 de julho

DIDA SAMPAIO/ESTAD√ÉO CONTEÚDO

O senador Fl√°vio Bolsonaro (Republicanos-RJ), filho do presidente Jair Bolsonaro, fez críticas à opera√ß√£o Lava Jato e defendeu o procurador-geral da República, Augusto Aras, em entrevista publicada no jornal "O Globo" nesta quarta-feira (5). Ele também admitiu ter tido contas pagas pelo seu ex-assessor Fabrício Queiroz, mas, segundo ele, o dinheiro era dele próprio, do parlamentar.

Na entrevista, Fl√°vio foi questionado sobre se n√£o considera uma contradi√ß√£o que a Lava Jato reclame estar sendo alvo de desmonte depois de a família Bolsonaro ter sido eleita com discurso alinhado ao da opera√ß√£o.

Entenda suspeitas do MP sobre Fl√°vio Bolsonaro em esquema de 'rachadinhas' na Alerj

"[Augusto] Aras [procurador-geral da República] tem feito um trabalho de fazer com que a lei valha para todos. Embora n√£o ache que a Lava-Jato seja esse corpo homogêneo, considero que pontualmente algumas pessoas ali têm interesse político ou financeiro. Se tivesse desmonte das investiga√ß√Ķes no Brasil, n√£o íamos estar presenciando essa quantidade toda de opera√ß√Ķes", disse.

O senador é alvo de investiga√ß√£o de esquema de "rachadinha" na Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro (Alesp), no qual funcion√°rios eram obrigados a devolver parte do sal√°rio ao gabinete do parlamentar no período em que ele foi deputado estadual.

O ex-assessor de Fl√°vio Bolsonaro Fabrício Queiroz chegou a ser preso durante 22 dias por causa da investiga√ß√£o da rachadinha, mas deixou o presídio e foi para pris√£o domiciliar no último dia 10. Investiga√ß√£o do Ministério Público apontou que Queiroz pagou contas pessoais de Fl√°vio, como mensalidade escolar das filhas e gastos com plano de saúde, com dinheiro vivo.

"Pode ser que, por ventura eu tenha mandado, sim, o Queiroz pagar uma conta minha. Eu pego dinheiro meu, dou para ele, ele vai ao banco e paga para mim. Querer vincular isso a alguma espécie de esquema que eu tenha com o Queiroz é como criminalizar qualquer secret√°rio que v√° pagar a conta de um patr√£o no banco. N√£o posso mandar ninguém pagar uma conta para mim no banco?", declarou ao jornal.

Sobre o plano de saúde dele ter sido pago com mais de R$ 100 mil em dinheiro vivo, Fl√°vio disse que, se diluir em 12 anos, "n√£o é muito". "Vai dar R$ 1.000 por mês [se diluir]. Isso é muito? N√£o é muito. Qualquer plano familiar baratinho é mais do que isso. N√£o tem ilegalidade", afirmou.

Saída de Moro do governo

Fl√°vio também disse que o ex-ministro da Justi√ßa e Seguran√ßa Pública, Sergio Moro, deixou o governo "porque percebeu que n√£o havia um alinhamento ideológico, no tocante às armas, por exemplo" e que, com a saída dele, "a produ√ß√£o do Ministério da Justi√ßa subiu demais".

Ao ser questionado sobre se a saída de Moro n√£o se deve a uma interferência política na Polícia Federal, o senador disse ser uma "uma crítica completamente infundada".

Queiroz pagou contas pessoais de Fl√°vio Bolsonaro em dinheiro vivo, diz MP

Fonte: G1